Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
BolsonaroSaúdeSuperinteressante

Vacina contra HPV reduz lesões pré-cancerosas em até 51%, diz estudo

Imunização pode diminuir em até 83% o risco de contágio pelos dois tipos do vírus que mais causam cânceres, como o de colo de útero.

A vacina contra o HPV (papilomavírus humano) reduz em até 51% as lesões pré-cancerosas causadas pelo vírus em adolescentes e 31% em mulheres de 20 a 24 anos. É o que revela um estudo conduzido por pesquisadores do Canadá, Estados Unidos, Austrália e Europa, publicado no período científico The Lancet na semana passada. Os cientistas analisaram uma base de 66 milhões de homens e mulheres com menos de 30 anos em 14 países ricos, onde a vacinação foi introduzida em 2007.

Segundo o relatório, “vacinas contra o papilomavírus humano (HPV) reduzem drasticamente as infecções, verrugas genitais e anais, além de lesões pré-cancerosas em mulheres”. Como pode levar muitos anos para uma infecção pelo HPV progredir para o câncer, o estudo foi o primeiro a medir lesões pré-cancerosas. Ainda é muito cedo para coletar taxas de cânceres completos, mas as lesões os predizem.

Dois tipos de HPV (16 e 18) respondem juntos por 70% dos casos de câncer causados pelo vírus. Onde a vacina foi aplicada, a incidência de contaminação por essas duas cepas caiu 83% em adolescentes e 66% em mulheres de 20 a 24 anos. Esses dois tipos também são responsáveis por até 90% dos casos de câncer de ânus, até 60% dos casos de câncer de vagina e até 50% dos casos de câncer vulvar, segundo o Ministério da Saúde.

Os cânceres de boca e de garganta são o sexto tipo no mundo, com 400 mil casos e 230 mil mortes ao ano. A incidência está fortemente relacionada ao HPV e à prática de sexo oral. Nos países pobres, o câncer de colo de útero é uma das principais causas de mortalidade feminina, com cerca de 300 mil óbitos por ano. A Organização Mundial da Saúde recomenda que todas as meninas entre 9 e 14 anos sejam vacinadas contra o HPV. No Brasil, o SUS oferece a vacinação gratuita também para os meninos.

Fonte: R7

‘‘Antes de clamarem, eu responderei; ainda não estarão falando, e eu os ouvirei.’’  Isaías 65:24 (para entender, clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar