BolsonaroEducaçãoEstudosPais&FilhosSaúdeSuperinteressanteTimóteoVale do Aço - MG

Contaminação em bolsas e mochilas ultrapassa 1 milhão de fungos e bactérias, aponta pesquisa de Campinas

Estudo foi realizado em 25 bolsas durante um período de quatro meses. Micro-organismos encontrados podem causar de conjuntivites a infecção urinária.

Uma pesquisa realizada por alunos da Faculdade de Biomedicina da UniMetrocamp/Wyden, em Campinas (SP), encontrou mais de 1 milhão de fungos e bactérias em bolsas e mochilas. O estudo analisou um total de 25 produtos em um período de quatro meses. Os micro-organismos encontrados podem causar de conjuntivites a infecção urinária.

Durante a pesquisa, os alunos encontraram focos de contaminação nas alças, na parte inferior e dentro das bolsas. Entre os micro-organismos identificados, estão Staphylococcus aureus, E. coli, Klebsiella pneumoniae, Candida, Rhodotorula e Asperigillus.

“Encontramos Staphylococcus aureus, que pode ocasionar conjuntivite, otite, dores de garganta e até mesmo intoxicação alimentar; a Klebsiella pneumoniae, que também pode causar problemas pulmonares; além dos fungos, como a Candida, que pode ocasionar infecções urinárias”, explica Rosana Siqueira, doutora em ciências de alimentos e orientadora do estudo.

Entretanto, a professora salienta que estes micro-organismos encontrados na pesquisa são oportunistas, visto que são mais prejudiciais às pessoas com o sistema imunológico frágil ou debilitado.

Como reduzir riscos à saúde – Para evitar a contaminação, a professora orienta que as bolsas e mochilas não sejam colocadas no chão, principalmente em banheiros. “Em casa, evitar colocar em cima da mesa, ou da cama, ou no sofá. Procurar deixar um local para pendurar”, explica.

Outra orientação é esvaziar as bolsas quando não estiverem em uso, tirar lixos que possam ter sido colocados nela na falta de um local com lixeira. Além disso, limpar com um lenço umedecido o fundo e as alças sempre que possível, e deixar a bolsa ou mochila “respirar”.

Fonte: G1

“Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou fraco; sara-me, Senhor, porque os meus ossos estão perturbados.’’ Salmos 6:2 (para entender, clique aqui, assista ao vídeo e se surpreenda).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios