Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
BolsonaroSaúdeSuperinteressante

Artigo: Como entender a bula de um medicamento?

A bula de um medicamento é a informação escrita que acompanha os remédios em sua embalagem.

Destina-se ao paciente e fornece todas as informações sobre as características do medicamento. Portanto, é conveniente manter a bula com o medicamento, para que você possa lê-lo quando tiver alguma dúvida. Toda esta informação destina-se ao uso correto do remédio e ao cumprimento do tratamento prescrito.

Que informações aparecem na bula de um medicamento? A bula fornece as informações necessárias para a sua aplicação terapêutica, como indicações, posologia, precauções, contraindicações, reações adversas ou uso em condições especiais. Da mesma forma, seus possíveis efeitos colaterais, interações e contraindicações estão especificados na bula de um medicamento. Também é apresentado um resumo dos dados clínicos, propriedades farmacológicas ou dados de segurança pré-clínica.

1. Composição – A primeira seção da bula de um medicamento informa sobre as substâncias ativas e os excipientes que o compõem. Indica o nome das drogas, a quantidade em que são encontradas e a sua apresentação. As substâncias ativas são terapeuticamente ativas, enquanto os excipientes não são farmacologicamente ativos. É obrigatório incluir excipientes nas bulas, pois eles podem causar alergias ou intolerâncias em algumas pessoas.

2. O que é e para que é utilizado o medicamento? Esta seção contém informações sobre a forma farmacêutica em que o medicamento é apresentado, bem como sua aparência. Também explica em detalhes o grupo terapêutico ao qual a substância ativa pertence e a maneira como ela age no nosso organismo. Além disso, explica também as doenças para as quais foi estudada e para as quais seu uso é aprovado.

3. O que você deve saber antes de tomar um medicamento – Nem todas as pessoas podem usar os mesmos medicamentos. Por esse motivo, pode ser necessário tomar certas precauções ou fazer ajustes especiais, dependendo do seu caso.

Nesta seção, uma série de situações que devem ser levadas em consideração antes de usar o medicamento é especificada. Por este motivo, na bula de um medicamento, você encontrará os seguintes pontos:
✅ “Não tome se”: todos os casos em que o medicamento não deve ser usado estão listados aqui.
✅ “Tome cuidado especial se”: avisos e precauções especiais para o emprego são dados neste momento.
✅ Uso com alimentos e bebidas: aqui é especificado se o medicamento pode ser tomado com ou sem alimentos, e também especifica se você pode ingerir bebidas alcoólicas.
✅ Gravidez: as recomendações para uso em caso de gravidez estão detalhadas aqui.
✅ Aleitamento: são dadas recomendações para uso em mulheres que amamentam.
✅ Condução de veículos e uso de máquinas: é detalhado se o uso do medicamento pode afetar a capacidade de dirigir veículos ou operar máquinas.
✅ Uso com outros medicamentos: as interações são produzidas pela administração simultânea de um medicamento com outros. Isso pode causar um aumento ou diminuição do efeito de qualquer um dos medicamentos administrados.

4. Posologia na bula de um medicamento – Esta seção da bula de um medicamento indica a dose a ser administrada de acordo com a finalidade para a qual deve ser utilizado. Embora lhe pareça que essa dose terá pouco efeito ou mais do que o necessário, não a altere sem primeiro consultar o seu médico. Existem medicamentos para os quais é necessário ajustar a dose, pois devem ser usados por idosos ou crianças. Também pode ser necessário ajustar a dose em pessoas com problemas renais ou hepáticos. Esta seção contém informações sobre como tomá-lo, bem como as informações necessárias se você tomar mais do que deveria ou se perder uma dose.

5. Reações adversas – O mais comum é que nenhum efeito colateral seja manifestado e, se houver, apareça de forma leve. No entanto, se um efeito ou reação indesejável aparecer, entre em contato com seu médico ou o seu farmacêutico.

6. Conservação do medicamento – Esta seção da bula de um medicamento detalha as condições de armazenamento em que cada medicamento deve ser mantido. É importante manter as condições recomendadas de temperatura e umidade para que mantenham sua validade.

Conclusão sobre bula de um medicamento – A leitura da bula de um medicamento é importante, porque assim, teremos todas as informações necessárias por escrito. Mas lembre-se, consulte o seu médico ou farmacêutico em caso de dúvida. E o mais importante, não se automedique.

Fonte: R7 (Melhor com Saúde) 

‘‘Quando andavam pelo caminho, um homem lhe disse: Eu te seguirei por onde quer que fores.’’ Lucas 9:57 (para entender, clique aqui, assista ao vídeo e se surpreenda).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar