BolsonaroCristãoEstudosGospelReligiãoSustentabilidade

Obedecer à voz de Deus é a chave da sua vitória

Temos diversas passagens na Bíblia onde pessoas, homens que consideramos de muita fé, passaram por momentos de dúvida.

Passamos muitas vezes nos culpando e nos colocando como os piores do mundo por, às vezes, duvidar. Logicamente, quanto menos dúvida temos, mais fé teremos, pois passamos a ter mais convicção.

Temos diversas passagens na Bíblia onde pessoas, homens que consideramos de muita fé, passaram por momentos de dúvida.

João Batista, no livro de João 1:29, reconhece e diz: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”; e isso antes de Jesus começar a fazer os milagres e tantas coisas em seu ministério e propósito. Mas o próprio João, assim que foi preso, passou por dúvidas em relação a Jesus. Em Lucas 7:19 lemos: “Chamando dois dos seus discípulos, enviou-os a Jesus, dizendo: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?”

Abraão, no chamado de Deus para sua vida creu, e foi chamado de o “pai da fé”. Quando havia a promessa de um filho, ele questionou, teve dúvida, pensando que seria um filho da escrava devido à sua idade e tempo de espera.

(Foto: iStock)

Em Ezequiel 37, na passagem sobre o vale dos ossos secos, Deus pergunta: “Pode esses ossos tornar a viver? Ele respondeu, só tu o sabes.” Ezequiel teve dúvida perante todos aqueles ossos sem vida e naquela situação, mas obedeceu e profetizou segundo a ordem recebida.

Pedro, em Lucas 5:5 foi pescar, já era noite e ele não tinha pego nada, Jesus manda voltar e jogar de novo a rede, e Pedro fala, antes da ordem recebida de Jesus, tentando explicar de novo a situação: “Já tentamos pescar a noite toda e nada pescamos, mas sobre a sua palavra vou jogar as redes vou obedecer”.

Na verdade em torno dessas histórias e dentre outras que existem na Bíblia, que o mais importante para ativar nossa vida nos propósitos de Deus é a nossa obediência, pois passamos por momentos de dúvida e questionamentos, mas independentemente deles e das nossas razões humanas temos que obedecer até o final e, seja qual o tempo e a determinação que Ele nos houver dado, pois somente crer não adianta, como disse Tiago 2:19: “Até os demônios creem e tremem”.

Então, se de fato só bastasse crer os demônios estavam certos, correria e abençoados. Por isso devemos crer, mas sim confiar até o final seguindo e vivendo a palavra de Deus, obedecendo sua voz e sua vontade que é boa agradável e perfeita.

Deus sempre falou e sempre vai falar nos instruindo, nos ensinando e nos direcionando para acertar.

Quando lemos, como no livro de Mateus e Apocalipse, “Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça!”, essa palavra ouça significa em hebraico Shema, que quer dizer ouvir, guardar e obedecer. E isso implica que temos que nos colocar atentos não somente para ouvir quando ele fala, mas na certeza de sermos filhos que escutam e automaticamente lhe obedecem. Isso é o que devemos ter como verdade dentro de nós.

Deus quer filhos obedientes à Sua palavra, que é a Sua voz, e que nos fará chegar à perfeição da maravilhosa passagem de Hebreus 11: “Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a convicção das coisas que não vemos.”

Por Adriane Ferretti Salvitti, pastora da Igreja Apostólica Restaurando Nações – IARN Japão, palestrante nas áreas de saúde e espiritualidade fisioterapeuta e Health Coach

Rodrigo Salvitti, pastor da Igreja Apostólica Restaurando Nações – IARN Japão, palestrante na área de espiritualidade e fisioterapeuta.

* O conteúdo do texto acima é de colaboração voluntária, seu teor é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal.

Fonte
Guiame

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios