Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
AlimentosBolsonaroCidadãoEstudosSaúdeSuperinteressante

Desconfortos digestivos causados pela ansiedade

As pessoas que sofrem de ansiedade costumam perder completamente o apetite ou, pelo contrário, não conseguem controlar a quantidade de alimentos e comem de maneira exagerada.

A ansiedade se transformou em um dos problemas com maior impacto e prevalência no mundo nos últimos anos. Os psicólogos tentam explicar que esse é, na verdade, um mecanismo natural de sobrevivência. Entretanto, a ansiedade provoca muitas alterações no nosso organismo, e entre elas podemos citar os desconfortos digestivos. Embora seja verdade que a ansiedade se enquadre na categoria de patologias psicológicas, seus sintomas vão muito além. Ela pode afetar muitos aspectos do nosso corpo, e os sintomas mais comuns são aqueles relacionados ao sistema digestivo.

Estima-se que 260 milhões de pessoas em todo o mundo sofram de ansiedade. Cerca de 25% da população tem sintomas digestivos, como náuseas ou peso no estômago, cuja origem se deve a esse problema. Portanto, neste artigo, explicaremos quais são os desconfortos digestivos que ocorrem com frequência por causa da ansiedade. É importante ser capaz de detectar esses sintomas e controlar a patologia para que eles não prejudiquem a qualidade de vida.

Quais são os desconfortos digestivos causados ​​pela ansiedade? A verdade é que a ansiedade afeta cada pessoa de maneira diferente. Ainda assim, a maioria dos sintomas está relacionada a um estado de nervosismo e tensão. A expressão “borboletas no estômago”, mesmo que tenha uma conotação romântica, pode ser um sintoma dessa patologia.

Existem muitos desconfortos digestivos que podem aparecer devido à ansiedade e ao estresse. É muito comum sentir dor ou pressão na região do estômago, por exemplo. Entretanto, isso não afeta apenas essa parte do corpo; os sintomas podem surgir em qualquer região do sistema digestivo. Alguns deles são: Boca muito seca; náusea e vontade de vomitar; digestão pesada: acompanhada de azia ou queimação; mudanças nos hábitos alimentares: a pessoa pode sentir a necessidade de comer compulsivamente, de maneira exagerada, ou pode perder completamente o apetite; Cólon irritável: é uma patologia que provoca dores abdominais e alterações no trânsito intestinal, sem que haja alteração orgânica ou analítica que justifique esses transtornos; prisão de ventre ou diarreia.

O maior problema dos desconfortos digestivos associados à ansiedade são as mudanças nos hábitos alimentares. As pessoas que perdem o apetite por esse motivo podem ficar desnutridas. Por outro lado, aqueles que não conseguem controlar a compulsão por comida têm maior risco de ficar obesos ou com sobrepeso. Inclusive, isso pode desencadear diabetes mellitus ou dislipidemia.

O que fazer para controlar os desconfortos digestivos causados pela ansiedade? A primeira coisa a saber é que esta é uma doença como qualquer outra. Devemos nos esforçar para deixar de lado os preconceitos com relação aos transtornos emocionais e entender que não há nada de errado em pedir ajuda para resolvê-los. Existem muitos tipos de terapias e até medicamentos que ajudam a aliviar a ansiedade. Além disso, também existem algumas medidas simples que podem melhorar os desconfortos digestivos.

Em primeiro lugar, o ideal é controlar a dieta. A alimentação deve ser equilibrada e mais ou menos constante. As refeições devem ser feitas sempre no mesmo horário. Você também deve escolher alimentos leves que não exijam uma digestão muito pesada. Evite gordura saturada e produtos processados. Apesar disso, a verdade é que todas essas medidas que melhoram o desconforto digestivo são apenas temporárias. Os problemas digestivos podem se tornar crônicos se não reduzirmos a ansiedade. Portanto, o mais importante é agir na raiz do problema.

Conclusão – A ansiedade é um problema de saúde que não apenas nos afeta psicologicamente, mas pode causar vários sintomas físicos. Alguns deles são distúrbios digestivos, como pressão no estômago, náuseas e alterações no apetite, enquanto outros são mudanças comportamentais, como compulsão alimentar. Não devemos ter vergonha de sentir ansiedade. É essencial buscar ajuda, pois um bom psicólogo e uma terapia adequada à sua personalidade vão ajudá-lo a melhorar significativamente a sua qualidade de vida.

Fonte: R7 (Melhor com Saúde)

‘‘Depois disso Jesus percorreu a Galiléia, mantendo-se deliberadamente longe da Judéia, porque ali os judeus procuravam tirar-lhe a vida.’’ João 7:1 (para entender, clique aqui, assista ao vídeo e se surpreenda).
Fonte
Márcio Antoniassi

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar