BolsonaroCidadãoCoronavírusCristãoInternacionalIsraelReligiãoSaúdeSuperinteressante

Líderes religiosos rezam juntos em Israel pelo fim da pandemia: 1ª vez

O momento é de união. Foi o que mostraram líderes judeus, cristãos e muçulmanos reunidos em oração pela primeira vez em Jerusalém, capital de Israel. Eles pediram juntos para que Deus interceda e acabe com a pandemia do coronavírus.

“Deus, Tu que nos alimentaste na fome e nos proporcionou abundância, libertou-nos da praga e libertou-nos de doenças graves e duradouras. Ajude-nos”, oraram os líderes religiosos.

A reunião, chamada como a primeira ‘Oração Global Conjunta’ incluiu o Patriarca Ortodoxo Grego Theophilos III, Arcebispo do Patriarca Latino Pierbattista Pizzaballa, Imam Sheikh Gamal el Ubra, Imam Sheikh Agel Al-Atrash e o líder espiritual druso Sheikh Mowafaq Tarif.

Representando o judaísmo estavam o rabino Yitzhak Yosef, Rishon LeZion, rabino-chefe sefardita de Israel e presidente do conselho principal de rabinatos, e rabino David Lau, rabino-chefe de Israel e presidente do Grande Tribunal Rabínico.

A reunião dos líderes religiosos foi no King David Hotel e teve transmissão ao vivo.

E eles fizeram um apelo pela união no planeta em oração:

“Essa nova realidade terrível afetou toda a humanidade, independentemente de religião, gênero e raça. Por verdadeira fé em solidariedade, agora apelamos a todos os cidadãos do mundo para que se unam e realizem uma oração conjunta à saúde e à unidade. ”

A iniciativa foi apoiada pelo rabino-chefe de Israel, pelo Ministério das Relações Exteriores e pelo Ministério do Interior de Israel, pelo Conselho Mundial de Líderes Religiosos e por numerosas organizações judaicas e não-judaicas.

Compaixão

O rabino britânico David Rosen, comprometido com o diálogo inter-religioso, definiu o momento de oração como “histórico”:

“Os líderes religiosos deste país se reuniram pela primeira vez para rezar juntos, para invocar a graça divina e a compaixão dos Senhor, no momento em que toda a humanidade é desafiada por uma pandemia… É um momento “maravilhoso e triste” ao mesmo tempo”, disse.

“Centenas de milhares de mortos, milhões de doentes. Salva-nos, te imploramos, ó Senhor”.

Essa foi a excepcional oração comunitária realizada este mês em Israel.

“O coronavírus não conhece fronteiras entre religiões, raças ou partidos políticos – disse o administrador apostólico do Patriarcado Latino de Jerusalém, arcebispo Pierbattista Pizzaballa, – estamos unidos na doença, e isso destruiu muitas barreiras e preconceitos entre nós”.

Ele expressou a esperança de que esta unidade possa continuar também após o fim da crise do coronavírus.

Assista ao vídeo do encontro aqui.

Com informações do VaticanNews CMC

Fonte
Só Notícia Boa
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios