Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
CatólicosCidadãoCoronavírusCristãoSaúdeSuperinteressanteTimóteoVale do Aço - MG

Brasil ultrapassa marca de 660 mil recuperados de covid-19

O Brasil ultrapassou a marca de 660 mil pessoas recuperadas da covid-19. Segundo a Universidade Johns Hopkins, que tem monitorado a pandemia do novo coronavírus em parceria com órgãos equivalentes ao Ministério da Saúde em todos os países, 660.469 pacientes brasileiros se curaram.

Os números são das 17h desta quinta-feira (25). O painel balanço da Johns Hopkins mostra que, no mesmo horário, os Estados Unidos tinham 660.469 pessoas recuperadas, o que pode insinuar que seria um número inferior ao do Brasil. No entanto, a universidade não tem os dados de recuperados de nove estados ou territórios norte-americanos, entre eles três que já passaram de 100 mil casos registrados: Califórnia, Illinois e Flórida. Os outros territórios são: Ohio, Georgia, Washington, Missouri, Porto Rico e Grand Princess.

 

Diante da ausência desses dados, não se pode dizer ao certo quantos são os norte-americanos recuperados da covid-19. Segundo o site Worldometers, já seriam mais de 1 milhão de curados nos Estados Unidos. A Rússia, segundo a Hopkins, está em terceiro lugar e registra 374.557 pessoas que foram contaminadas, mas não apresentam mais sintomas da doença.

Lançado em 22 de janeiro de 2020, o painel dinâmico mantido pela universidade recebe dados médicos de todos os 188 países signatários da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de vários centros secundários de atendimento médico. Os números são atualizados constantemente. “A disponibilidade de dados epidemiológicos precisos e robustos em uma epidemia é um guia importante para decisões sobre saúde pública. O arquivamento consistente de informações é importante para entender a transmissibilidade, o risco de alastramento geográfico, as rotas de transmissão e os fatores de risco”, afirma o artigo científico que explica o funcionamento da ferramenta, publicado na revista médico-científica britânica The Lancet.

Contaminações – O mapa mostra também que São Paulo é o segundo estado mais afetado do mundo, com 238.822 casos confirmados da covid-19. Em primeiro lugar, aparece é Nova York, que tem 390.415 pessoas contaminadas com a doença. De acordo com o levantamento da Johns Hopkins e a evolução do novo coronavírus, o mundo deve ultrapassar a marca de 10 milhões de casos confirmados nos próximos dias. O número de mortes também cresce no mesmo ritmo, com 484.155 registradas até o momento em decorrência de complicações geradas pela covid-19.

Testagem – Os Estados Unidos lideram em número de testagens. Segundo o painel de dados da universidade norte-americana, mais de 28,5 milhões de testes já foram realizados. O estado da Califórnia é o primeiro, com 3,6 milhões de pessoas já testadas. Nova York, o estado com maior número de casos de covid-19 no mundo, fica em segundo lugar, com 3,5 milhões de testes realizados.

Fonte: Uol

‘‘Eu, o Senhor, sempre os guiarei; até mesmo no deserto, eu lhes darei de comer e farei com que fiquem sãos e fortes. Vocês serão como um jardim bem-regado, como uma fonte de onde não para de correr água.’’ Isaías 58:11 (para entender, clique aqui, assista ao vídeo e se surpreenda).
Fonte
Márcio Antoniassi

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar