Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
CatólicosCidadãoCoronavírusCristãoReligiãoSaúdeSuperinteressanteTimóteoVale do Aço - MG

‘A igreja é protegida pela Constituição e não pode ser fechada’, diz juiz durante culto

O juiz federal William Douglas destacou que a reunião nos templos é um direito humano, garantido pela Constituição Federal.

O juiz federal William Douglas, titular da 4ª vara federal de Niterói, defendeu a reabertura das igrejas na flexibilização do isolamento social durante ministração no último domingo (12) na Assembleia de Deus em Madureira, no Rio de Janeiro.

Pouco antes de iniciar sua mensagem, o juiz leu uma mensagem que havia publicado em seu perfil no Instagram, falando sobre a “alegria estar na casa do Pai, como é costume dos cristãos e um direito humano, garantido pela Constituição Federal”.

 
Ele continuou: “A igreja tem distribuído cestas básicas, dado apoio aos necessitados, ajudado os casais, os suicidas, os deprimidos, os angustiados. Como sempre, aliás. Hoje cedo fui à padaria, atividade essencial, comprar o pão para o corpo. É uma alegria agora estar no templo, atividade essencial, para receber de graça o pão espiritual”.

No fim da postagem, ele ainda deixa uma observação “As pessoas estão de máscara, com distanciamento, uso de álcool gel etc”.
 

Em sua mensagem à congregação, o juiz continuou comentando sua publicação no Instagram: “Isso podem pedir da gente. A máscara podem pedir, o distanciamento podem pedir, o álcool podem pedir, mas não queira fechar a igreja”.

“E quando eu falo em fechar a igreja, eu falo sobre o templo, porque é o que eles conseguem fechar. Porque a Igreja somos nós, onde estivermos. Mesmo trancados dentro de casa, nós somos a Igreja. Então a Igreja nunca fecha”, acrescentou.“Mas o templo, que é onde nos reunimos, é um lugar protegido pelos Direitos Humanos e pela Constituição, é atividade essencial, não pode ser fechado por ninguém. Isso é um direito civil. Eu não estou falando de religião, eu estou falando de direito constitucional. Temos o direito de nos reunir, está na Constituição, e temos que conhecer os nossos direitos”, explicou William Douglas.

Fonte
Guiame

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar