Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
BolsonaroEducaçãoGospelGovernoSustentabilidadeTimóteoVale do Aço - MG

Milton Ribeiro toma posse como ministro da Educação: “Com ajuda de Deus, deixarei um legado”

O professor e pastor Milton Ribeiro tomou posse como ministro da Educação nesta quinta-feira (16).

O novo ministro da Educação, o professor Milton Ribeiro, tomou posse como titular da pasta nesta quinta-feira (16). O presidente Jair Bolsonaro participou da cerimônia virtualmente, a partir do Palácio da Alvorada.

“Tenho consciência que não iremos solucionar o problema de educação no País. Mas procuraremos sim, com a ajuda de Deus, deixar um legado positivo e de esperança para as gerações futuras”, disse o novo ministro em seu discurso de posse.

“Conquanto, tendo a formação religiosa, o compromisso que assumo hoje ao tomar posse está bem firmado e bem localizado em valores constitucionais da laicidade do Estado e do ensino público. Assim, Deus me ajude”, acrescentou Ribeiro.

Em seu discurso, Jair Bolsonaro definiu Ribeiro como “um ministro voltado para o diálogo”, que irá usar sua experiência para fortalecer os valores defendidos pelo governo.

“Tenho certeza que a transição será tranquila. Você terá como, pontualmente, colocar gente ao teu lado com o mesmo espírito seu. Se bem que, pode ter certeza, grande parte do ministério pensa como você. E eles agora, na sua pessoa, terão como fazer valer o seu potencial”, disse o presidente ao novo ministro.

A indicação de Milton Ribeiro para o Ministério da Educação foi anunciada por Bolsonaro na última sexta-feira (10). O cargo ficou vago desde que a nomeação de Carlos Alberto Decotelli foi revogada, sem que ele tivesse tomado posse, depois de uma série de inconsistências curriculares.

 
Milton Ribeiro, de 62 anos, é pastor da Igreja Presbiteriana Jardim Oração, em Santos. Ele é doutor em educação pela Universidade de São Paulo (USP), mestre em direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e graduado em direito e teologia.

Desde maio do ano passado, integra a Comissão de Ética da Presidência da República, cuja função é investigar ministros e servidores do governo. Ribeiro é o quarto ministro da Educação do governo Bolsonaro.

Milton Ribeiro foi reitor em exercício, vice-reitor e superintendente da pós-graduação lato sensu na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Ele também fez parte do conselho deliberativo e da Comissão de Ética e Compliance do Instituto Presbiteriano Mackenzie.

Ao comentar a escolha de Ribeiro para o MEC, a Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (Anajure) disse à Gazeta do Povo que “por conhecer o reverendo Milton, e o seu trabalho sempre técnico e pautado em valores sólidos, entendeu que a indicação é de um perfil adequado”. “Se por um lado é um nome técnico, por outro é uma pessoa de diálogo. Certamente saberá conduzir os rumos da educação de forma que a diversidade será respeitada. Outra qualidade de Ribeiro é sua experiência administrativa ligada à prestigiosa Universidade Mackenzie”, disse a associação.

O deputado Silas Câmara (Republicanos-AM), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, tem grande expectativa em relação a Ribeiro. “Tem currículo e competência técnica. É um homem que tem experiência na administração pública. E é um pacificador”, disse à Gazeta do Povo.

Fonte
Guiame

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar