Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
BolsonaroCidadãoCoronavírusCristãoGospelMundoSuperinteressante

Relatório diz que China pagou jornais brasileiros e dos EUA para propagarem regime

Relatório diz que China pagou jornais brasileiros e dos EUA para propagarem regime Folha de São Paulo, O Globo e Correio Braziliense estão entre os jornais que receberam valores.

Um relatório do Departamento de Justiça dos Estados Unidos situou uma surpreendente relação de pagamentos vindos do China Daily, jornal que é controlado pelo Partido Comunista da China (PCCh), que foram enviados a diversos jornais internacionais.

Dentre os jornais que receberam os pagamentos estão o Washington Post e também periódicos brasileiros como Folha de São Paulo, O Globo e Correio Braziliense. O objetivo do financiamento era para que os jornais pudessem estimular as propagandas governamentais.

 
Os documentos foram divulgados no dia 1º de junho e mostram pagamentos de aproximadamente 19 milhões de dólares a imprensa. De acordo com o site, o acordo é sobre a publicação de propagandas pró-Pequim disfarçadas de notícias reais, um informe divulgado como “China Watch”.

As despesas denotam o período de novembro de 2016 até abril de 2020. Esses números referem a conteúdo pago e não a publicidade.

Brasil e EUA

A Folha de São Paulo, registrada como Empresa Folha da Manhã S. A., arrecadou, segundo o relatório divulgado, 405 mil dólares para compartilhar os conteúdos do China Daily. O Grupo Folha recebeu, em janeiro de 2019, 41,4 mil dólares, valor acima da média anual da empresa.

Cerca de 109 mil dólares foram pagos à Editora Globo, enquanto o Correio Braziliense recebeu um pouco mais de 15 mil dólares.

Nos últimos quatro anos, de acordo com os registros da Lei de Registro de Agentes Estrangeiros (FARA), a China Daily pagou cerca de 6 milhões de dólares ao Wall Street Journal e mais 4,6 milhões ao Washington Post.

O Los Angeles Times recebeu cerca de 753 mil dólares, o Foreign Policy um pouco mais de 240 mil dólares, enquanto o maior jornal do mundo, o The New York Times, recebeu apenas 50 mil dólares.

Esses jornais publicavam notícias como se fossem reais com a intenção de fazer propagando em favor da China. O China Daily gastou 11 milhões de dólares. Só no Twitter foram usados 265 mil dólares em propagandas, o restante do dinheiro foi investido em jornais impressos.

Fonte
Gospel Prime
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar