Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
BolsonaroCidadãoCoronavírusGovernoSegurançaSuperinteressanteTecnologia

PF prende suspeitos de envolvimento em fraude ao auxílio emergencial

Prisões aconteceram na noite desta terça-feira (19) em agências da Caixa em Vitória e Vila Velha.

A Polícia Federal prendeu em flagrante dois suspeitos de envolvimento em fraude ao auxílio emergencial de R$ 600.

As prisões aconteceram na noite desta terça-feira (19) em agências da Caixa Econômica Federal em Vitória e Vila Velha, no Espírito Santo.

Segundo a PF, a Caixa enviou ao Serviço de Repressão aos Crimes Cibernéticos, em Brasília, a relação de agências com maior número de contestações de saques indevidos de auxílio emergencial.

Esses dados foram repassados para as unidades de repressão aos crimes cibernéticos nos estados.

A partir disso, a Superintendência da PF no Espírito Santo, em parceria com a Caixa, conseguiu identificar duas pessoas que estavam clonando cartões de benefício social através de dispositivos instalados em terminais de autoatendimento do banco.

Os suspeitos foram presos em flagrante enquanto agiam nas agências do Ibes, em Vila Velha, e de Jucutuquara, em Vitória.

No momento da prisão, foram encontrados dispositivos e câmeras que estavam instalados nas máquinas de autoatendimento das agências.

Ainda de acordo com a PF, o material apreendido foi periciado para elaboração de laudo e a investigação prosseguirá para identificar a extensão da fraude e seus envolvidos.

Os presos responderão pelo crime de furto mediante fraude e a pena varia de dois a oito anos de prisão.

Fonte
G1
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar