Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
BolsonaroCidadãoCristãoGospelInternacionalIsraelSegurançaSuperinteressante

‘Hamã tentou destruir os judeus e falhou, e vocês também vão falhar’, diz Netanyahu ao Irã

Em mensagem ao Irã, o primeiro-ministro de Israel disse que vai trabalhar para impedir o desenvolvimento de uma arma nuclear.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, prometeu na terça-feira (23) que Israel impedirá o Irã de obter uma arma nuclear. O comentário foi feito horas depois que a TV estatal iraniana informou que a República Islâmica começou oficialmente a restringir as inspeções internacionais de suas instalações nucleares.

Quem Foi Hamã na Bíblia?

Hamã foi um alto oficial da corte do rei Assuero (Ester 3:1). Ele era filho de Hamedata, o agagita. A história de Hamã ficou marcada de forma muito negativa. Ele sempre é lembrado como um dos homens mais detestados da Bíblia.

DISPONIBILIZAMOS O DICIONÁRIO BÍBLICO PARA VOCÊ APRENDER UM POUCO MAIS DOS SIGNIFICADOS DAS PALAVRAS CONTIDAS NA BÍBLIA SAGRADA.

 

“Na véspera da festa de Purim, eu digo para aqueles que buscam nos prejudicar — o Irã e seus representantes no Oriente Médio: 2.500 anos atrás, outro tirano persa, [Hamã], tentou destruir o povo judeu e, assim como ele falhou, vocês também vão falhar”, disse Netanyahu em uma cerimônia na cidade de Tel Hai, no norte do país, referindo-se ao livro bíblico de Ester.

Não há magia que possa contra Jacó, nem encantamento contra Israel. Agora se dirá de Jacó e de Israel: ‘Vejam o que Deus tem feito’! Números 23:23

Ficheiro:Animated-Flag-Israel.gif – Wikipédia, a enciclopédia livre

Dirigindo-se aos líderes iranianos, Netanyahu disse que Israel não permitiria que “seu regime extremista e agressivo” adquirisse armas nucleares.

“Não fizemos a jornada de gerações por milhares de anos de volta à Terra de Israel, para permitir que o regime delirante dos aiatolás encerre a história da ressurreição do povo judeu”, disse ele.

Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto

“Não depositamos nossa confiança em nenhum acordo com um regime extremista como o seu”, disse Netanyahu, enquanto o governo Biden busca reingressar no acordo nuclear de 2015 sobre o programa nuclear do Irã, que o ex-presidente dos EUA, Donald Trump, havia se retirado em 2018.

O premiê acrescentou: “Já vimos a natureza dos acordos com regimes extremistas como o seu, no século passado e também neste século, com o governo norte-coreano. Com acordo ou sem acordo, faremos o que for necessário para que não tenham armas nucleares”.

CONFIRA ALGUMAS DAS PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS DA L.S.F INFORMÁTICA M.E.I FALE COM NOSSO SUPORTE (31) 9 8743-2506

Relações entre Israel e EUA

Na segunda-feira (22), Netanyahu realizou a primeira reunião interministerial para discutir a política de Israel sobre o Irã desde que Joe Biden assumiu a presidência dos EUA.

Durante a reunião, o chefe de gabinete das Forças de Defesa de Israel, Aviv Kohavi e o chefe do Mossad, Yossi Cohen, enfatizaram a importância de trabalhar em conjunto com a nova administração dos EUA, sem discutir publicamente com Washington sobre o acordo com o Irã, relatou o site de notícias Walla. “Não mudamos nossa posição contra o retorno ao acordo nuclear, mas queremos trabalhar junto com o governo e ter uma discussão construtiva com ele, não um confronto”, disse um alto funcionário.

Além disso, Netanyahu planeja delegar conversas sobre o Irã a altos funcionários para evitar qualquer tensão pessoal entre ele e Biden, de acordo com a Reuters.

 
“A intenção é resolver tudo nesse nível e manter esse canal de comunicação aberto”, disse um alto funcionário à Reuters. “Obviamente, isso traz benefícios quando há o risco de ‘indiferença’ no nível da liderança executiva”.

Fonte
Guiame
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar