Deixo a paz a vocês; a minha paz dou a vocês. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo. João 14:27
CidadãoCoronavírusPais&FilhosSaúdeSuperinteressanteTimóteoVale do Aço - MG

Exercício físico multiplica 8 vezes sobrevivência ao coronavírus

Essa é a principal conclusão de uma pesquisa

Essa é a principal conclusão da pesquisa realizada por cardiologistas do Instituto Cardiovascular do Hospital Clínico San Carlos (Madrid) e publicada na revista americana Infectious Diseases and Therapy.

O estudo foi realizado com uma amostra de 520 pacientes com idades entre 18 e 70 anos, todos internados por Covid-19 durante a primeira onda, de 15 de fevereiro a 15 de abril de 2020.

NA L.S.F INFORMÁTICA TEM VASSOURAS, RODOS, PASSA-CERA, VASSOURA PELO DE ANIMAL, VENDAS (31) 9 8743-2506 WHATSAPP

Pode ser uma imagem de área interna

Esses pacientes foram divididos em dois grupos: aqueles que tinham vida sedentária (57,1% deles) e aqueles que faziam exercícios regulares por pelo menos 30 minutos duas vezes por semana (42,9%).

 
Benefícios do exercício físico contra COVID-19

Médicos do Instituto Cardiovascular do Hospital Clínica San Carlos de Madri destacam importância dos exercícios vírus na prevenção contra o vírus

“O grupo que manteve uma atividade física constante, leve ou moderada teve risco de mortalidade de 1,8%, contra 13,8% do grupo com estilo de vida sedentário”, disseram os autores para Isanidad.

CONFIRA ALGUMAS DAS PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS DA L.S.F INFORMÁTICA M.E.I FALE COM NOSSO SUPORTE (31) 9 8743-2506

2. Vamos atualizar?

“Todos nós sabemos a importância do exercício físico na prevenção de doenças como as de origem cardiovascular, mas agora esses pesquisadores puderam constatar sua importância contra o vírus. Pudemos verificar em pacientes hospitalizados com Covid-19 a influência transcendental da prática de exercícios físicos na sobrevida ou mortalidade desses pacientes”, afirmou Dr. Salgado, um dos médicos do estudo.

Mas eles não viram apenas que a atividade física desempenhava um papel importante. Eles também analisaram o estilo de vida da amostra. Entre os sedentários, eles viram que havia um percentual maior de fumantes (6,7% por 3,6%) e obesos (23,6% por 16,1%), respectivamente.

Da mesma forma, também observaram que pessoas sedentárias apresentaram maior taxa de insuficiência respiratória (53,9% por 35,9%), insuficiência renal (14,5% versus 6,3%) e internação hospitalar.

ADQUIRA JÁ SUA CARTELA NA L.S.F INFORMÁTICA E CONCORRA A UM CAMINHÃO DE PRÊMIOS

 “Quando foi feito um estudo estatístico para reconhecer os fatores verdadeiramente independentes, observou-se que tanto a idade avançada quanto o tabagismo e a insuficiência renal eram fatores de risco independentes para mortalidade, como já havia sido visto em estudos anteriores; Mas o que foi realmente surpreendente e original foi observar como o sedentarismo apareceu como um preditor independente de mortalidade ”, explica o Dr. Salgado.

Até agora, “era recomendado controlar os fatores de risco e realizar exercícios físicos, mas sem muitas evidências científicas. No entanto, a partir de agora, o exercício físico regular passa a ser um fator primordial, pois reduz a possibilidade de morrer por Covid oito vezes quando a pessoa precisa de internação”, diz o Dr. Julián Pérez-Villacastín, diretor do Instituto Cardiovascular.

Fonte: Isanidad

Fonte
Folha Vitória
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar