Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
CidadãoCristãoJesus CristoMundoSuperinteressanteTimóteoVale do Aço - MG

Cristãos são perseguidos em ritmo comparado ao primeiro século, diz relatório dos EUA

A Comissão dos EUA sobre Liberdade Religiosa Internacional destaca fatos e números de proporções bíblicas.

Os cristãos estão sendo perseguidos em todo o mundo em um ritmo nunca visto desde o primeiro século, segundo um membro da Comissão dos Estados Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF, na sigla em inglês).

Um relatório da USCIRF sobre perseguição religiosa foi publicado na quarta-feira passada (21), destacando fatos e números de proporções bíblicas:

CONFIRA ALGUMAS DAS PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS DA L.S.F INFORMÁTICA M.E.I FALE COM NOSSO SUPORTE (31) 9 8743-2506

SUPER PROMOÇÃO DE VASSOURAS, RODOS E PRODUTOS DE LIMPEZA, ACESSORIOS PARA CELULARES (CAPAS, CARREGADORES) E OUTRAS VARIEDADES, ENTREGAMOS NA REGIÃO DE TIMÓTEO, MINAS GERAIS, VENDAS (31) 9 8743-2506 WHASTSAPP

– 50.000 cristãos estão detidos em campos de prisioneiros da Coreia do Norte;

– Cerca de 3.000 meninas e mulheres yazidis estão desaparecidas no Iraque;

– 130.000 muçulmanos estão em campos de internamento em Mianmar;

– Até 3 milhões de muçulmanos uigures estão em campos de concentração na China.

“Por um orçamento muito pequeno, todo ano o governo dos EUA lança esta bomba na comunidade de direitos humanos, que reverbera em todos os cantos do mundo”, disse Johnnie Moore à CBN News.

Moore é um pastor ativista pela liberdade religiosa e um dos nove comissários nomeados para a USCIRF.

“Em nosso primeiro relatório, há 22 anos, levantamos preocupação sobre o que o Partido Comunista Chinês já estava fazendo à comunidade uigur, mas o mundo não prestou atenção”, explicou Moore.

Agora, o regime comunista da China trabalha para reprogramar uma comunidade inteira enquanto sujeita alguns de seus próprios cidadãos a procedimentos bárbaros, como a extração de órgãos.

“Eles estão até promovendo e comercializando os órgãos uigures para países de maioria muçulmana”, observou Nury Turkel, comissário da USCIRF e muçulmano uigur que experimentou na pele a perseguição na China.

“Eles consideram duas religiões: o Islã e o Cristianismo eram particularmente problemáticos para a sobrevivência e existência do partido comunista”, disse Turkel em uma entrevista coletiva.

Entre os países de preocupação particular identificados pelo relatório, dez já foram designados pelo Departamento de Estado dos EUA: Mianmar, China, Eritreia, Irã, Nigéria, Coreia do Norte, Paquistão, Arábia Saudita, Tadjiquistão e Turcomenistão.

A USCIRF recomenda adicionar Índia, Rússia, Síria e Vietnã à lista. A Turquia, aliada dos EUA e da OTAN, é listada como infratora de nível dois.

“Não vamos deixá-los dormir uma noite sem gritar com toda a força dos nossos pulmões, de uma forma bipartidária, republicana e democrata, para ter certeza de que podem fazer o que escolheram, mas não vão fazer às escondidas”, destacou Moore.

Os comissários apontaram que a pandemia aumentou o fardo, já que muitas minorias religiosas foram responsabilizadas pelo surto.

“É hora de os cristãos fazerem o que o apóstolo Paulo os chamou a fazer, que é orar por aqueles que estão na prisão como se estivéssemos lá com eles”, incentivou o pastor.

Moore, junto com seus oito colegas comissários, incentiva o governo Biden a preencher uma série de cargos vagos dedicados a pressionar os países que perseguem seu povo.

Fonte
Guiame
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar