Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
CatólicosCidadãoCristãoFamíliasJesus CristoMundoPais&FilhosSuperinteressanteTimóteoVale do Aço - MG

Reforma tributária ameaça deixar xampu e medicamento mais caros

O fim desses incentivos da reforma tributária deve encarecer produtos como xampus, escovas de dentes e até remédios.

O relatório preliminar da reforma tributária, apresentado na última terça-feira (13), prevê o fim de incentivos fiscais para setores da indústria farmacêutica, perfumaria e higiene pessoal. Além da indústria químicas e farmacêuticas e de embarcações e aeronaves. A mudança deve fazer com que cerca de 20 mil empresas repassem o aumento dos custos, impactando o preço para o consumidor final.

ATENÇÃO CRIANÇADA !!! JÁ DISPONÍVEL AQUELE ALGODÃO DOCE TOP SUPER NA L.S.F INFORMÁTICA, AGORA TEMOS ALGODÃO DOCE DE POTE UMA DELÍCIA.

“Reduzir incentivos fiscais de empresas que já estão tendo dificuldades por causa da pandemia é algo que vai contra o estímulo à produção e vai contra o papel que os governos devem exercer em momentos de dificuldade, como o que enfrentamos com a pandemia”, diz André Mendes Moreira, doutor em Direito Tributário pela Universidade de São Paulo (USP) e sócio do escritório Sacha Calmon.

Gif animado de Diamantes e imagens isentas

O parecer do deputado Celso Sabino, relator do projeto, prevê cortar os benefícios fiscais para compensar a queda de imposto para 1,1 milhão de empresas ativas. O corte de benefícios atingiria companhias de cosméticos, perfumaria, medicamentos, produtos químicos, fabricantes de aeronaves e estaleiros. O relator negou que haverá corte de benefícios para a indústria de bebidas e xaropes na Zona Franca de Manaus. A saber, essa possibilidade estava em estudo pela equipe econômica do governo.

Associações que representam empresas repudiam medida – Entidades que representam os setores atingidos já começaram a se manifestar contrárias à retirada dos benefícios. A Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem afirmou que, no caso do setor, existem benefícios que são repassados aos usuários e a sua retirada “de forma pouco avaliada” pode ser uma medida em sentido oposto.

AJUDE O PEQUENO A SOBREVIVER, AGORA NA L.S.F INFORMÁTICA M.E.I TODO DIA É DIA DE OFERTA, VENHA CONFERIR, ESTAMOS ATENDENDO ATÉ AS 23:30 TODOS OS DIAS EXCETO INFORMÁTICA.

Já a Associação Brasileira das Empresas Aéreas disse que a medida poderá significar mais custos para a aviação comercial. Prejudicando, portanto, um setor que já tem sido duramente afetado pela pandemia. Para a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), esse não é o momento de se rediscutir a carga tributária já que a crise ainda afeta o setor, mas, caso o governo faça questão, deve-se repensar todos os benefícios, sem limitação.

“Todos nós fomos surpreendidos com a proposta divulgada e, por isso, nós somos muito favoráveis a uma reforma ampla que se discuta todos os casos”, disse o presidente-executivo da Abihpec, João Carlos Basilio. De acordo Basilio, o setor não teve a oportunidade de apresentar estudos sobre os impactos causados pela medida. E quem deve pagar a diferença de preço sentida em produtos como xampus e escovas, por exemplo, são os consumidores.

CONFIRA ALGUMAS DAS PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS DA L.S.F INFORMÁTICA M.E.I FALE COM NOSSO SUPORTE (31) 9 8743-2506

SUPER PROMOÇÃO DE VASSOURAS, RODOS E PRODUTOS DE LIMPEZA, ACESSÓRIOS PARA CELULARES (CAPAS, CARREGADORES) E OUTRAS VARIEDADES, ENTREGAMOS NA REGIÃO DE TIMÓTEO, MINAS GERAIS, VENDAS (31) 9 8743-2506 WHASTSAPP

Reforma tributária pode prejudicar a indústria – “Achamos a mudança injusta, pois quem vai pagar isso é a sociedade. Vamos transferir esse impacto fiscal para os preços dos produtos. Somos, de certa forma, resilientes a crises já que há muitos anos isso ocorre. Por mais que a pessoa esteja em dificuldade, você não deixa de comprar os produtos do setor, que são essenciais, mas há muita concorrência e as margens não conseguem segurar esse aumento”, disse.

Para o advogado tributarista Matheus Bueno, do escritório Bueno e Castro, o fim dos benefícios fiscais não pode ser confundido com um mero aumento na tributação da produção. De acordo com o especialista, apesar de a iniciativa aumentar os custos dos produtores dos setores selecionados, o novo enquadramento tributário previsto para as empresas deverá beneficiar a sociedade como um todo.

“É um efeito maior em alguns setores para que, do lado positivo, mais pessoas sejam beneficiadas com a redução de impostos. A reforma tem que revisar benefícios e, assim como vimos há tempos atrás no caso da isenção dos livros, que fez muito barulho pela forma que foi anunciada, mas que é uma discussão coerente, os benefícios têm que ser repensados”, disse.

Fonte: Guia da Farmácia

‘‘Abraão já era velho, de idade bem avançada, e o Senhor em tudo o abençoara.’’ Gênesis 24:1 (para entender, clique aqui, assista ao vídeo e se surpreenda)
Fonte
Márcio Antoniassi
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar