Na L.S.F Informática, você encontra manutenção preventiva e corretiva de computadores, vendas de produtos de limpeza (Vassouras, rodos, limpa teto, esfregão, cabos para vassouras, cloro em gel, detergente, água sanitária, desinfetante, sabão de coco, amaciante, sabão gel pastoso, veja, limpa alumínio, soda líquida, cera líquida, pano de chão, entre outras variedades) temos xerox, impressões, plastificações, recarga de celulares, vendas de acessórios para celulares e computadores, divulgação de publicidade volante, criação e vendas de sites e lojas virtuais e outras variedades.
AlimentosCidadãoGovernoInternacionalMundoO negócioSaúdeSuperinteressante

Presidente da Câmara de Comércio da China chega no Recife para novo contrato

O presidente da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil China (CCDIBC), Fábio Hu, e o diretor de Relações Institucionais, Ulisses Vega, chegam no Recife neste domingo (29), local sede da R2MD Consultoria Empresarial, para se reunir com produtores de frutas do Nordeste e tratar sobre possíveis contratos de exportação.

AJUDE O PEQUENO COMERCIANTE A SOBREVIVER, AGORA NA L.S.F INFORMÁTICA M.E.I TODO DIA É DIA DE OFERTA, VENHA CONFERIR, ESTAMOS ATENDENDO ATÉ AS 23:30 TODOS OS DIAS EXCETO INFORMÁTICA, ACESSE: WWW.LSFINFORMATICA.COM.BR

A R2MD Consultoria Empresarial é uma empresa de consultoria que atua na indústria, comércio, funding, fundos de investimento, infraestrutura, agrícola e commodities, com especialização em exportação. De acordo com a empresa, a atuação no Estado é em busca de produtores de frutas interessados em exportação para o mercado chinês.

O foco são os produtores de melão, já que foi o único produto do mercado brasileiro que conseguiu chegar do outro lado do mundo após acordo de bilateralidade assinado em 2019, em reunião da cúpula dos Brics. No entanto, a tentativa é abrir o mercado da China com o Brasil para uva e manga.

CONFIRA ALGUMAS DAS PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS DA L.S.F INFORMÁTICA M.E.I FALE COM NOSSO SUPORTE (31) 9 8743-2506

SUPER PROMOÇÃO DE VASSOURAS, RODOS E PRODUTOS DE LIMPEZA, ACESSÓRIOS PARA CELULARES (CAPAS, CARREGADORES) E OUTRAS VARIEDADES, ENTREGAMOS NA REGIÃO DE TIMÓTEO, MINAS GERAIS, VENDAS (31) 9 8743-2506 WHASTSAPP

A primeira negociação de venda de frutas do Brasil para a China feita em setembro de 2020 com a estimativa de exportação de U$ 24.500.000 mensal. A China deve receber até outubro de 2021, em decorrência do contrato já feito, 1 mil containers de melão brasileiro. O contrato foi fechado com previsão inicial para durar cinco anos, podendo ser estendido. Este contrato foi feito por intermédio da R2MD, que tem parceria com a Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil-China (CCDIBC), a Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas) e a Pac Log Logística Aeroportuária – Terminal Recife, além de autoridades e órgãos fitossanitários chineses.

Tendo o Brasil como terceiro maior produtor de frutas do mundo, mas ocupando o 24º lugar quando se trata de exportação, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, o País tenta ampliar a exportação de frutas tropicais para a China.

A Organização Mundial do Comércio (OMC) divulgou que o setor está se do baque em decorrência da pandemia da Covid-19, mas o “barômetro de comércio de bens” atingiu o nível recorde de 110,4. O índice é divulgado desde julho de 2016 e está mais de 20 pontos acima do nível do ano passado.

O presidente da Câmara de Comércio, Fábio Hu, e o diretor de Relações Institucionais, Ulisses Veiga, embarcam, na terça-feira (31), para Mossoró, no Rio Grande do Norte, local de produção da Agropecuária Vita+, empresa produtora da matéria exportada. Eles vão conhecer uma fazenda-modelo e traçar estratégias para o embarque de um novo contrato comercial entre Brasil e China. O atraso nos portos da China passam dos 50 dias por conta da interrupção do tráfego no Canal de Suez, no Egito, que é uma rota fundamental entre os continentes europeu e asiático.

De acordo com a R2MD, a China consome o equivalente a metade da produção mundial de melão, o que significou, só em 2017, cerca de 17 milhões de toneladas do produto. “Tem muito espaço a ser conquistado, principalmente na entressafra, com o inverno chinês se aproximando. O País não consegue produzir por causa das temperaturas muito baixas, aumentando assim a procura pela exportação, mas para isso, os produtores interessados precisam respeitar os protocolos exigidos, a qualidade da produção, inclusive dentro das normas contra pragas da cultura, a exemplo da conhecida como mosca-das-frutas”, afirmou o sócio-diretor da R2MD, Rafael Martins.

Fonte
Abra-frutas
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar