Deixo a paz a vocês; a minha paz dou a vocês. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo. João 14:27
BolsonaroCatólicosCidadãoCristãoEstilo de vidaFamíliasJesus CristoPais&FilhosSuperinteressanteTimóteoVale do Aço - MG

Viver uma vida simples para a Glória de Deus

É complicado? Não. É mais simples do que parece.

Muita coisa muda dentro de nós quando as nossas atitudes, ações e comportamentos são conduzidos por uma motivação específica: uma vida que quer glorificar a Deus, antes de qualquer coisa, qualquer conquista, qualquer realização, querer alegrar ao coração de Deus.

É complicado? Não. É mais simples do que parece.

“Ele já nos disse o que quer de nós, Ele mesmo nos disse o que é bom: e o que é que o Senhor pede de nós, senão que pratiquemos a justiça, que amemos a beneficência e andemos humildemente com Ele?” (parafraseando Miquéias 6:8).

1. A justiça de Deus é o amor distribuído a todas as pessoas de forma por igual. Todo mundo tem o direito de conhecer o Deus que ama, e o amor na sua essência. Não os amores “piratas” produzidos por corações insensatos ou egoístas, mas o amor que ama, mesmo quando nós não temos nada para dar em troca. A justiça é viver para que todos conheçam este amor, e tenham a oportunidade de recebê-lo ou não, mas aí é outra coisa…

2. A beneficência é a ciência de fazer o bem, é o amor na prática, mesmo para com aqueles que não o querem. É a graça norteando as relações, é o compromisso de (por Ele), deixar esse mundo melhor, independentemente do caráter humano. É entender que o coração divino justifica as nossas ações de bondade, porque mesmo que as pessoas recebam com atrocidades, a bondade manifesta o amor.

A Nova terra e a Nova Jerusalém - Mais Relevante

3. A humildade é quando a identidade humana é alimentada pelo amor, não pelo orgulho, nem pelo rancor. Não preciso ser mais do que sou, nem menos do que sou, porque tenho o amor de Deus falando comigo, e quando Ele fala, tudo se acalma dentro de mim… não preciso impressionar mais ninguém! Estou seguro naquilo que sou, Deus me viu e me abraçou.

4. Conclusão – Viver para a glória de Deus significa ter uma vida simples, mas com o maior propósito do universo, alegrar o maior coração que existe, o próprio coração de Deus!

Tenha um excelente dia.

Por Saulo Porto, teólogo e pastor, missionário da Missão Mãos Estendidas em Portugal e África, professor de Cosmovisão Bíblica na Jocum e estudante de Psicologia na Universidade do Algarve. Casado com Juliana, com quem tem duas filhas, Alice e Nadine.

 
* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Rádio Resgate Vida. 

Fonte
Guiame
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jesus te ama! A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz. Romanos 8:6
Fechar