Aqui tem ofertas tops todos os dias!
CatólicosCidadãoCiênciasCientistasCristãoEstudosFamíliasJesus CristoMissõesMundoOraçãoPais&FilhosPessoasSuperinteressanteTimóteoVale do Aço - MG

Cientista diz que população mundial de 8 bilhões desafia a teoria da evolução

‘Por dezenas de milhares de anos, o tamanho da humanidade simplesmente não cresceu? Somente explodiu em nossa era moderna? Isso não faz sentido’, questionou.

Dados atuais mostram que a população mundial já ultrapassou 8 bilhões de pessoas, neste mês de novembro. Segundo o apologista e cientista Ken Ham, a informação deve ser comemorada pela comunidade cristã como o cumprimento de um mandato bíblico.

Além disso, ele apontou que os dados desafiam a visão de mundo evolutiva. O  relatório das Nações Unidas estima que a população mundial teve um aumento gradual da expectativa de vida humana e também há um apontamento para os “níveis altos e persistentes de fertilidade em alguns países”.

“Embora a população global tenha levado 12 anos para crescer de 7 para 8 bilhões, levará aproximadamente 15 anos — até 2037 — para chegar a 9 bilhões, um sinal de que a taxa geral de crescimento da população global está diminuindo”, diz o relatório.

“Deus criou a vida”

Ken Ham, que é CEO e fundador da Answers in Genesis — organização cristã que defende o Criacionismo da terra jovem —  disse que a cifra de 8 bilhões representa o cumprimento da humanidade sobre o mandamento de Deus de “frutificar e multiplicar”.

“A terra não deu origem à vida, Deus criou a vida. E ele formou a terra para ser habitada, conforme Isaías 45.18”, Ham escreveu em seu blog.

“A joia da coroa de sua criação é a humanidade, Adão e Eva. Sim, toda a criação de Deus é bela, embora agora esteja gemendo por causa do pecado. A coroa mais bela é a humanidade que carrega sua imagem”, continuou.

“Portanto, não devemos lamentar o que 8 bilhões de pessoas podem fazer ao planeta. Devemos comemorar por existir 8 bilhões de portadores da imagem de Deus vivendo neste maravilhoso planeta que ele fez para nós!”, destacou o apologista.

‘Conflito com a teoria da evolução’

De acordo com Ham, os dados do relatório das Nações Unidas entram em conflito com a visão de mundo evolutiva.

“Considere que os evolucionistas acreditam que o homem moderno existe há mais de 200 mil anos. E, no entanto, não atingimos nem 1 bilhão de pessoas até cerca de 200 anos atrás”, esclareceu.

“Então, por dezenas e dezenas de milhares de anos, o tamanho da humanidade simplesmente não cresceu? Ficou ridiculamente pequeno por um tempo quase incompreensível antes de explodir repentinamente em nossa era moderna? Isso não faz sentido, mesmo com nossos avanços médicos”, relacionou.

“Nesta visão evolutiva, se usarmos números conservadores, deve haver um enorme  número no planeta — mais átomos do que há no universo — e isso só volta a 50.000 anos de história humana. Volte para 200 mil anos e o problema só piora!”, destacou.

Se a população da Terra é de apenas alguns milhares de anos atrás, tendo reiniciado após o dilúvio, então mesmo usando uma estimativa conservadora para o crescimento populacional, 8 bilhões é um número muito razoável para alcançarmos em 2022”, escreveu Ham.

“Como sempre, a evidência observacional confirma a Palavra de Deus, e não as imaginações evolutivas”, concluiu.

Leia o artigo anterior: Pastores louvam ao ganhar bicicletas, unico transporte para pregar em aldeias na africa.

Via
Guiame
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Jesus te ama! A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz. Romanos 8:6
Fechar