Aqui tem ofertas tops todos os dias!
CatólicosCidadãoCristãoEducaçãoFamíliasJesus CristoMissõesMundoOraçãoPais&FilhosPessoasRelacionamentosSociedadeSuperinteressante

Crianças e adolescentes cristãos são perseguidos em escolas da Colômbia

A intolerância religiosa atinge até os pequenos, que são insultados pelos colegas, discriminados pelos professores e até agredidos por acreditarem em Jesus.

Na Colômbia, seguir a Cristo em comunidades indígenas pode representar um grande desafio. Até mesmo as crianças podem ser hostilizadas nas escolas e discriminadas pelos professores.

É o que aconteceu com Valentina, que experimentou a intolerância religiosa bem cedo. De acordo com a Portas Abertas, a menina não conseguia ter amigos na escola por frequentar uma igreja cristã.

Nas escolas, os filhos de cristãos indígenas são insultados e agredidos pelos colegas. Em casa, são hostilizados pelos vizinhos e correm o risco de serem sequestrados e até mortos por grupos armados, de acordo com a organização.

Sem liberdade para viver a fé

Diante desses riscos, Valentina foi enviada para o Abrigo Lar Cristão, um local que fica a mais de 15 horas de viagem da aldeia onde vivem seus pais.

“Ficamos tristes por mandar nossa filha para tão longe, pois não podíamos vê-la, mas felizes ao mesmo tempo por saber que ela não estaria mais em perigo”, disse o pai de Valentina.

Protegidos, ela e seu irmão Elver conseguiram estudar em paz. “Estava com saudades, mas agora não quero mais sair daqui. Sentia que não tinha liberdade onde morava e sempre quis sair de lá”, conta a garota.

Além de educação formal, a adolescente recebeu tratamento médico quando descobriu uma doença cardíaca. Entretanto, o problema não foi capaz de minar a fé em seu coração: “Bem, eu sempre entendi que tudo nessa vida tem um propósito”, ela reconheceu.

‘Não abandone a sua fé’

Atualmente, com 15 anos, Valentina está prestes a entrar no Ensino Médio. Ela planeja estudar Artes, sonha em viajar e conhecer muitas pessoas para compartilhar seu testemunho e pregar o Evangelho.

Porém, a adolescente ainda sente o peso da perseguição sempre que pensa em sua família. Ela conta que vive com a preocupação de que seu pai seja preso por ser cristão e de que sua irmã caçula seja recrutada por guerrilheiros ou até mesmo agredida sexualmente pelos criminosos que os ameaçavam.

Valentina tem apoiado as crianças que chegam ao abrigo e aconselha: “Para as pessoas que estão sendo perseguidas, eu lhes digo que não abandonem a sua fé. Se elas ainda estão aqui é porque Deus tem um propósito para elas”.

A Colômbia ocupa o 30º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2022. Por lá os grupos de guerrilha ameaçam e assediam os cristãos. Muitos líderes de igrejas são mortos por denunciar a corrupção e defender os direitos humanos.

Leia o artigo anterior: Pastores louvam ao ganhar bicicletas, unico transporte para pregar em aldeias na africa.

Fonte
Guiame
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Jesus te ama! A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz. Romanos 8:6
Fechar